Tag Archive for células estaminais

6th Annual International Meeting Portuguese Society for Stem Cells and Cell Therapies

The 6th Annual International Meeting (www.spce-tc.org) is designed to examine some of the newest concepts, technical approaches, and recent findings related to the topic of stem cells and cellular therapies. The “state of the art” of many aspects of stem and cell therapy research will be discussed. The meeting will include oral and poster sessions, round table discussions and keynote lectures. Many current topics in this interdisciplinary area of research will be highlighted through several keynote lectures given by world recognized scientists.

   

Keynote Speakers already confirmed:
Tariq Enver – Cancer Stem Cells
Carsten Werner – Stem Cells Engineering and Tissue Engineering
Magdalena Gotz – Neural Stem Cells
Keisuke Kaji – Inducible Pluripotent Stem Cells

   

Crioestaminal Award for best oral presentation
Crioestaminal, S.A., has decided to join this event as main sponsor and, as in previous editions, also attributting an award for the best oral presentation. All presentations will be evaluated by a committee of experts and the best work author will be given an award of 300 Euros and an additional gift offered by Crioestaminal.

   

Registration:

   • SPCE-TC Members* : 180€

   • Non Members** : 230€

   • Undergraduate students : 30€

More Information

Acellera Therapeutics wins the BES National Innovation and Young Entrepreneur awards

Acellera Therapeutics, an early-stage R&D company formed by David Cristina, at Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), and by researchers Luís Graça and Marta Monteiro from Instituto de Medicina Molecular (IMM), have won two prestigious entrepreneurship awards in the last month: the BES National Innovation Award in the Health Technologies category, and the ANJE Young Entrepreneur Award. 

These awards add to the second place in the Idea 2 Product global entrepreneurship competition of the University of Texas, Austin, secured in 2009. Acellera Therapeutics’ initial focus is on a new cellular therapy that may contribute to reduce the problems associated with liver transplants, namely organ rejection and adverse effects of current therapies. Says David Cristina, company founder, “ANJE’s Young Entrepeneur Award is a great achievement for Acellera Therapeutics. 

On one hand, since this is a highly respected award, it significantly validates the business idea and adds credibility to Acellera Therapeutics. On the other hand, the cash prize [of €19 500] will be instrumental in the initial stages of protecting Acellera’s Intellectual Property internationally. This award also shows that academic research performed at top institutions such as the IGC and IMM can lead to commercial products that directly contribute to the social and economic wellbeing of society, and that national [Portuguese] investors are more willing to support high risk, technology-based companies

Tecnologia Biotecnológica de Reparação Cerebral da UC distinguida pelo MIT-Portugal

Uma equipa da Universidade de Coimbra desenvolveu uma tecnologia inovadora e altamente especializada para identificação funcional de novos neurónios, com aplicações na epilepsia, depressão, Alzheimer, Parkinson ou esclerose múltipla. A descoberta foi considerada a biotecnologia mais promissora na área de Sistemas de Bio-Engenharia do Programa MIT-Portugal.

 

Regenerar células do cérebro através do recurso a células estaminais é o objectivo de um método desenvolvido na Universidade de Coimbra, e já alvo de uma patente internacional, que foi agora distinguido com o Prémio GlaxoSmithKline, no âmbito do Programa MIT-Portugal.

 

Através deste projecto científico, um grupo de investigadores tem tentado determinar como actuam as células estaminais neurais para as poderem ‘programar’ para reparação cerebral ou para influenciar células residentes no cérebro que executem essa função. «As patologias do cérebro são uma das principais causas de sofrimento nas sociedades modernas e são responsáveis por consumos económicos enormes. Estima-se que cerca de 30% das pessoas padeça de algum tipo de patologia ou disfunção cerebral. No entanto, estas patologias não têm tratamentos eficientes: há fármacos que aliviam sintomas mas não promovem a cura. O nosso grupo de investigação dedica-se a olhar para lá desta fronteira. Neste contexto, a utilização de células estaminais perspectiva-se como uma boa ferramenta para vir a desenvolver novas estratégias para curar, de facto, as patologias do cérebro e não simplesmente aliviar sintomas», explica João Malva, responsável pela equipa de investigação.

 

Os investigadores da Universidade de Coimbra – do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) e do Instituto de Bioquímica da Faculdade de Medicina – desenvolveram uma inovadora técnica de análise de flutuações de cálcio intracelular, que funciona com base nas variações de concentrações de iões em cada célula, e que permite ultrapassar a dificuldade de diferenciação das células enquanto se encontram vivas. «A utilização desta tecnologia permitirá a descoberta de novos fármacos que actuam selectivamente em diferentes grupos de células e permitirá também descobrir novos fármacos que tenham a possibilidade de aumentar a diferenciação destas células imaturas em diferentes tipos de células que são necessários para reparar as diferentes patologias do cérebro», revela João Malva.

 

Esta biotecnologia foi considerada a mais promissora da área da Sistemas de Bio-Engenharia do Programa MIT-Portugal, razão pela qual lhe foi atribuído o Prémio GlaxoSmithKline, numa reunião que decorreu recentemente no Biocant Park, em Cantanhede. João Malva esclarece que «este prémio procura promover as estratégias para a comercialização e transferência de tecnologia entre os grupos de investigação nas universidades e a sua implementação no mercado: na indústria farmacêutica ou no mercado associado à medicina regenerativa» e considera-o um incentivo para a continuação do trabalho do seu grupo. Também por isso, espera-se que a investigação premiada possa ser desenvolvida tendo em vista a sua introdução no mercado.

 

O mesmo projecto, numa fase anterior de evolução, havia aliás sido já distinguido no âmbito do Industrial Biotech, um fórum internacional que decorreu em Bruxelas nos dias 25 e 26 de Junho, onde foram apresentados vários projectos na área da biotecnologia industrial e em que participaram diversas entidades de capital de risco e centena e meia de especialistas científicos de renome internacional

Prémio Crioestaminal 2009

300611

A Crioestaminal e a Associação Viver a Ciência levam a cabo, pelo quinto ano consecutivo, o Prémio Crioestaminal em Investigação Biomédica, galardão que distingue com 20 mil euros o melhor projecto nacional de investigação na área da biomedicina.

O período de candidaturas inicia-se hoje e decorre até quarta-feira, e está aberto aos investigadores que desenvolvem o seu trabalho em Portugal. Os projectos apresentados serão avaliados por um júri internacional, constituído por cientistas de renome.

No ano passado, o Prémio Crioestaminal em Investigação Biomédica recebeu 39 candidaturas, em diversas áreas de Biomedicina incluindo Neurociências, Imunologia e Cancro.

O projecto vencedor era liderado pelo investigador Lino Ferreira que, depois de fazer um pós-doutoramento no MIT – Massachusetts Institute of Tecnology, regressou a Portugal para investigar no Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra e no Biocant – Centro de Inovação e Biotecnologia.